PUBLICIDADE

Topo

Histórico

Categorias

Posso treinar o mesmo músculo todos os dias, com estímulos diferentes?

Fernando Guerreiro

01/08/2020 04h00

Crédito: iStock

Hoje vou responder a uma dúvida da leitora Maria Cristina, que perguntou por email: "Posso malhar os mesmos músculos todos os dias, com estímulos diferentes" –se tiver algumas questão sobre atividade física, envie para mim no vivabemuol@uol.com.br

Maria Cristina, para dizer sim ou não, é preciso analisar qual é o seu objetivo no treino: emagrecer, obter hipertrofia, condicionamento físico, qualidade de vida, entre outros.

Em geral, o indicado é que em um grupo muscular tenha um tempo de descanso de aproximadamente 48 horas para se recuperar adequadamente do treino e obter ganhos. Isso é ainda mais importante quando se trata de um treino com intensidade alta e/ou longa duração –que leva o músculo à exaustão.

Porém, com um bom planejamento é possível exercitar todos os músculos em dias seguidos e obter bons resultados. Um dos cuidados nesse caso seria não levar os músculos à exaustão, ou seja, um treino mais leve, mais voltado para o condicionamento físico ou qualidade de vida.

Para quem não é atleta profissional, quando o objetivo é hipertrofia (ganho de massa), fica mais complicado conseguir resultados treinando um mesmo grupo muscular seguidamente por um longo período. Isso porque o aumento das fibras musculares ocorre principalmente no período de recuperação (descanso) e não durante o treino. Além disso, a falta de descanso fará com que a intensidade do treino caia a cada dia e o processo inflamatório no músculo aumente. Esse processo é péssimo para o objetivo de hipertrofia.

Mas esta estratégia pode ser usada, por exemplo, por um curto período para quebrar um possível platô nos resultados. Sabe quando você treina muito uma musculatura e chega um ponto que ela não está mais respondendo os estímulos? Então. Nesse caso, a estratégia de treinar por dias seguidos um mesmo músculos por uma semana ou duas, por exemplo, poderia gerar um "mini-overtraining", gerar um estímulo diferente e estimular o ganho de força ou hipertrofia.

Como você pode ver, a questão é complexa e depende de muitos fatores individuais. Portanto, o melhor é consultar-se com um profissional de educação para definir a melhor estratégia para seu caso.

Sobre o autor

Fernando Guerreiro é formado em Educação Física, especializado em treinamento funcional e ultramaratonista. Também é head coach da We Move Brasil, equipe especializada em desenvolver um estilo de vida saudável e transformador.

Sobre o Blog

Dicas e mensagens motivacionais para os homens que desejam melhorar a cada dia seu estilo de vida através da atividade física. Um espaço para tirar dúvidas e também para encontrar a motivação que o levará a quebrar barreiras físicas e mentais.

Blog do Fernando Guerreiro