PUBLICIDADE

Topo

Histórico

Categorias

Treino aeróbico em jejum: conheça vantagens e desvantagens dessa prática

Fernando Guerreiro

15/02/2020 04h00

Crédito: iStock

Provavelmente, você já ouviu falar de pessoas que fazem exercícios físicos logo cedo em jejum, sem comer, certo?  Você sabe qual o objetivo disso? Faz ideia de como fazer isso da melhor maneira?

O exercício em jejum é um método muito usado por pessoas que buscam emagrecimento acelerado. Realmente, é verdade que a prática faz com que o corpo utilize as reservas de gordura para gerar energia, uma vez que durante o jejum as reservas de glicose foram esgotadas. No entanto, pesquisas mostram ser um mito que o exercício em jejum é mais eficiente para emagrecer do que treinar alimentado. Isso porque a perda de peso depende de tudo que você come ao longo do dia –da semana, do mês, do ano — e não só antes do exercício.

O treino em jejum ainda está em estudo e gera muitas discussões entre profissionais da área da saúde. Alguns defendem que o método pode causar desequilíbrio no organismo, tontura, queda depressão e desmaios. Porém, outros dizem que isso é mito e qualquer pessoa com a saúde em dia, desde que faça uma boa adaptação, consegue treinar em jejum sem ter qualquer problema –alguns atletas amadores, inclusive, depois de adaptados chegam a correr mais de duas horas em jejum sem relatar desconfortos.

Outro ponto de discussão é que o treino em jejum leva à perda de massa muscular, pois o corpo usa as proteínas dos músculos para suprir as necessidades de energia. Mais uma vez, não existe consenso. Faltam estudos consistentes para comprovar essa teoria e alguns especialistas dizem que ela é um mito.

Ainda assim, alguns adeptos do método usam suplementos sem calorias (como BCAA) para prevenir a perda de massa muscular e, em certos casos, muitos profissionais até desconsideram o treino em jejum.

A questão é que temos poucas evidências científicas relevantes sobre o treino em jejum e muitas de suas vantagens e desvantagens são descritas com base em experiências pessoais.

O que se sabe, de fato, é que o treino em jejum não é melhor para emagrecer e, principalmente no início, tende a haver uma redução na performance do atleta (pois o corpo ainda não está adaptado e sente falta de energia, pois ainda não é tão eficiente para usar a gordura como combustível).

Por outro lado, algumas pessoas que sofriam de desconfortos gastrointestinais por comer antes do treino relatam ter resolvido esse problema com o exercício em jejum.

Como falei, tudo que envolve o tema é muito baseado em experiências pessoais. Então, é preciso avaliar se faz sentido para você experimentar o método, com base nos benefícios e prejuízos vividos por outras pessoas.

Sobre o autor

Fernando Guerreiro é formado em Educação Física, especializado em treinamento funcional e ultramaratonista. Também é head coach da We Move Brasil, equipe especializada em desenvolver um estilo de vida saudável e transformador.

Sobre o Blog

Dicas e mensagens motivacionais para os homens que desejam melhorar a cada dia seu estilo de vida através da atividade física. Um espaço para tirar dúvidas e também para encontrar a motivação que o levará a quebrar barreiras físicas e mentais.

Blog do Fernando Guerreiro