Topo

Histórico

Categorias

Não basta só calçar o tênis e correr: veja variações de treino para evoluir

Fernando Guerreiro

28/09/2019 04h00

Crédito: iStock

Normalmente, quando se fala em correr muitas pessoas encaram isso como calçar um par de tênis e sair marcando o tempo e quantos quilômetros foram percorridos. Mas, na verdade, a atividade é muito mais interessante e complexa do que isso. Existem fases e variações da corrida muito importantes para cada temporada de treino e preparação individual.

Nunca correu antes e não sabe como começar?

A caminhada é um bom início, por ser um exercício de baixo impacto com excelentes efeitos para a saúde, muito fácil ser praticada por pessoas de todas as idades. Mas não confunda caminhada com passeio: para que haja evolução é interessante manter um ritmo constante.

Algumas semanas depois de iniciar com as caminhadas, o próximo passo é começar a trotar. Em relação à caminhada, o esforço para trotar é maior, assim como a melhora do condicionamento e o gasto calórico.

Uma variação da corrida que particularmente gosto de indicar é o fartlek, termo em sueco que significa "jogo de velocidade". Neste treino você deve alternar a velocidade (acelerar e desacelerar) de maneira livre. É quase que uma brincadeira com a corrida, que tem o objetivo de melhorar o condicionamento físico, a velocidade e também a eficiência dos batimentos cardíacos. Para quem está iniciando seus treinos de corrida, alternância entre caminhada e corrida já é um tipo de fartlek.

Outra variação interessante é o treino de tiros (intervalado), em que você faz diversas séries revezando estímulos de alta intensidade de baixa duração, ou seja, correr o mais forte que puder por uma distância curta, com períodos de recuperação (trote, caminhada ou parado).

Para conseguir melhores resultados nesse treino é importante manter a velocidade de cada tiro muito próxima. Preste atenção para não forçar demais nos primeiros tiros e ficar sem energia para os últimos, ter uma cadência e ritmo é fundamental para ter combustível para concluir o treino, que é ótimo para ganhar velocidade e aumentar sua tolerância ao esforço.

Todos esses treinos podem ser feitos de forma leve e descontraída, não precisa ser um atleta profissional para isso. Porém, é interessante que existam variações e adequações de acordo com a necessidade e objetivo de cada corredor. É interessante poder mudar os estímulos para que seu condicionamento físico melhore, e também para que você não caia na mesma rotina e acabe se cansando da corrida.

É interessante fazer treinos de fortalecimento em paralelo, em alguns posts atrás, mencionei alguns treinos que podem te ajudar a conseguir ir muito além nos seus resultados.

Sobre o autor

Fernando Guerreiro é formado em Educação Física, especializado em treinamento funcional e ultramaratonista. Também é head coach da We Move Brasil, equipe especializada em desenvolver um estilo de vida saudável e transformador.

Sobre o Blog

Dicas e mensagens motivacionais para os homens que desejam melhorar a cada dia seu estilo de vida através da atividade física. Um espaço para tirar dúvidas e também para encontrar a motivação que o levará a quebrar barreiras físicas e mentais.

Blog do Fernando Guerreiro