menu
Topo
Fernando Guerreiro

Fernando Guerreiro

Categorias

Histórico

Ir além do seu limite é superação ou um passo para sofrer uma lesão?

Fernando Guerreiro

12/05/2018 04h00

Crédito: iStock

Você já sentiu um grande desconforto durante seu treino ou prova e não ligou para isso com a mentalidade de que deveria superar essa dor e manter o foco pra chegar até o fim da missão?

Pois é, nós fomos educados a vencer e nunca desistir. Vencer a preguiça, o cansaço, o calor, o frio, a chuva. A superar tudo o que pode nos atrapalhar na busca pelas conquistas tão almejadas. E desistir da missão para muitos é motivo de vergonha, até por esse motivo as pessoas não abrem mão de ir até o fim, mesmo que isso seja sacrificante.

Particularmente, eu amo essa determinação, esse foco inabalável. É uma característica básica para quem deseja chegar mais longe. No entanto, justamente por esse desejo, precisamos tomar alguns cuidados básicos pra que a jornada não seja interrompida por causa de lesões.

Muitas vezes, as dores que exigem uma superação maior do que a normalmente entregue no treino podem ser um sinal do corpo, que está tentando dizer que uma lesão se aproxima. Por isso, é melhor você aliviar a carga do exercício naquele momento.

Você já notou que a maioria das pessoas que tem de ficar meses longe dos treinos começaram a reclamar de pequenas dores muito tempo antes? E isso nunca teve a merecida atenção e cuidado.

Prestar atenção no que o corpo está dizendo antes, durante e depois das sessões de treino é parte fundamental do treinamento. É importante conhecer seu corpo e saber quando e como você pode exigir um pouco mais dele ou aliviar na intensidade. Saber diferenciar os limites que promovem crescimento dos limites que  colocam em risco seu corpo é uma linha tênue que vai manter você no esporte ou afastá-lo por um longo tempo.

Esse cuidado com a carga de treino, intensidade e volume é o que torna tão importante o profissional de educação física, uma pessoa preparada para ajudar você a melhorar sua performance sem se lesionar. Portanto, quando traçar suas metas, seja uma prova de corrida, seja transformar seu estilo de vida, procure alguém capacitado para auxiliá-lo.

Recentemente eu fiz duas maratonas (42,195 km) no mesmo mês –na verdade, foi em uma semana após a outra. E já no próximo mês participarei de mais uma maratona. Isso tudo com muita alegria, muito emoção, sem dores e sem lesões. Nos últimos três anos eu comecei uma preparação física e mental que me permitisse experimentar coisas assim e ter um resultado positivo. Nesse processo, passei por muita coisa e aprendi muitas outras. São anos de muito aprendizado e muita maturidade. Percebi que para isso precisaria deixar de lado algumas loucuras de treino e me privar de coisas da minha vida social para priorizar muito o descanso e a recuperação.

Como sempre digo: "não precisa ser super-herói." Não será em um mês que você vai correr sua primeira maratona ou levantar 100 kg no supino. Tudo isso exige um processo, muito tempo e muita determinação. Encontre prazer no processo, e quando você atingir seus objetivos estará muito mais feliz e muito mais motivado pra algo maior ainda.

Sobre o autor

Fernando Guerreiro é formado em Educação Física, especializado em treinamento funcional e ultramaratonista. Também é head coach da We Move Brasil, equipe especializada em desenvolver um estilo de vida saudável e transformador.

Sobre o Blog

Dicas e mensagens motivacionais para os homens que desejam melhorar a cada dia seu estilo de vida através da atividade física. Um espaço para tirar dúvidas e também para encontrar a motivação que o levará a quebrar barreiras físicas e mentais.