Fernando Guerreiro

Categorias

Histórico

A musculação tem tudo para tornar você um corredor melhor

Fernando Guerreiro

19/05/2018 04h00

Musculação para corredores

Crédito: iStock

Uma relação de amor e ódio. Essa é uma boa definição para corredores e a musculação. Muitas pessoas buscam na corrida a liberdade, sair correndo pelas ruas e sentindo a brisa do vento. Mas, quando chega a hora do corredor fazer o treino complementar dentro de uma academia, bate o desespero e o sufoco de estar “preso” em uma sala de musculação. A maioria dos corredores treinam musculação por que amam a corrida e sabem que podem ter um melhor desempenho com um corpo forte, além de prevenir possíveis lesões.

Por muito tempo a corrida de rua e a musculação foram consideradas concorrentes, ou seja, uma atrapalhava a melhora de rendimento da outra. Esse pensamento por um ponto fazia sentido, já que na corrida de longa duração um atleta mais leve tende a gastar menos energia para se movimentar. E músculo pesa. Por isso, acreditava-se que treinos de força geravam resultados insatisfatórios para o atleta que buscasse melhorar seu tempo.

Com o passar do tempo estudos fisiológicos e biomecânicos ajudaram os profissionais de educação física a concluir que o ganho de força ajuda o corredor a economizar energia, já que músculos bem desenvolvidos tornam o movimento mais eficiente. Além disso, aumenta a proteção articular e é fundamental para evitar lesões, já que músculos mais fortes e tendões mais preparados amortecem melhor o impacto da corrida.

Ao economizar energia e ter um desgaste muito menor, o corredor que faz musculação consegue render mais.

Uma coisa muito importante para quem corre longas distâncias é ter uma boa postura, e treinos de musculação ajudam na correção postural.

Puxar ferro ajuda no aumento da massa óssea, também ajuda na atenuação de sua perda. A força mecânica gerada pela contração muscular exercitada regulariza a atividade de formação de células ósseas. Isso acontece por meio de efeitos elétricos que estimulam a incorporação do cálcio no osso.

A musculação também tem um papel fundamental na recuperação, gerando a manutenção da qualidade dos treinamentos e competições. Em provas muito longas o nosso organismo entra em processo catabólico, isso quer dizer que há processamento de matéria orgânica para gerar energia. Por muitas vezes, essa demanda energética é suprida pelo próprio músculo, já que todos os outros nutrientes estão esgotados devido ao esforço prolongado.

Com pouca massa magra o movimento excêntrico limita o trabalho das articulações e isso pode ocasionar lesões. Portanto, recuperar a massa muscular com treinos de musculação (força) é uma maneira de evitar que dores e incômodos atrapalhem os treinos.

A musculação deve ser feita em dias alternados à corrida, de duas a três vezes por semana. Mas é preciso tomar cuidado ao começar a “puxar ferro”. A série de exercícios deve ser supervisionada por um professor de educação física, pois uma sessão de treino desajustado pode prejudicar mais do que ajudar. Os exercícios, a carga e o número de repetições para quem corre são diferentes da série de treino para quem está em busca de hipertrofia (ganho de massa muscular).

Fortaleça seus músculos, treine sua mente e acelere seus passos.

Sobre o autor

Fernando Guerreiro é formado em Educação Física, especializado em treinamento funcional e ultramaratonista. Também é head coach da We Move Brasil, equipe especializada em desenvolver um estilo de vida saudável e transformador.

Sobre o Blog

Dicas e mensagens motivacionais para os homens que desejam melhorar a cada dia seu estilo de vida através da atividade física. Um espaço para tirar dúvidas e também para encontrar a motivação que o levará a quebrar barreiras físicas e mentais.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Fernando Guerreiro
Blog do Fernando Guerreiro
Blog do Fernando Guerreiro
Blog do Fernando Guerreiro
Blog do Fernando Guerreiro
Blog do Fernando Guerreiro
Blog do Fernando Guerreiro
Blog do Fernando Guerreiro
Blog do Fernando Guerreiro
Blog do Fernando Guerreiro
Blog do Fernando Guerreiro
Blog do Fernando Guerreiro
Blog do Fernando Guerreiro
Blog do Fernando Guerreiro
Blog do Fernando Guerreiro

Blog do Fernando Guerreiro

Não pode correr por causa do impacto? Veja boas opções de treino aeróbico

Quando falamos em treinos para emagrecimento, logo vem na cabeça a corrida, certo? E realmente a corrida tem uma eficiência incrível em queimar aquelas gordurinhas. E como aquelas pessoas que sentem dores fortes principalmente nos joelhos podem praticar algum exercício que a leva a perder peso e melhor seu condicionamento físico? Se você é uma dessas pessoas, hoje vou passar pra você opções muito simples e tão eficazes quanto a corrida. Toda academia, seja grande ou aquela academia pequena de prédio tem uma bicicleta ergométrica, e na maioria das vezes ninguém utiliza a pobre coitada, a preferência total é pras esteiras. Essa bicicleta indoor pode proporcionar uma queima calórica tão alta quanto a corrida, tudo depende do quanto de esforço você vai aplicar no treino. E pra você que sente dores durante exercícios de impacto fique tranquilo, com o ajuste correto essa bike vai te deixar muito confortável para pedalar sem dores, e ainda promover um possível diminuição das dores, dependendo do seu caso clínico de dores. E o que é mais legal, todas as bikes, exceto aquelas de spinning, já vem com programas de treino prontos, então você pode escolher qual será o estimulo que será aplicado na sua sessão do dia. É uma questão de empenho pra gerar desempenho. Então, sem dores nos joelhos, boas calorias queimadas promovendo também um fortalecimento muscular. Outra boa opção pra quem não pode treinar com impacto é o transport, ou elíptico. Talvez poucos conheçam por nome, mas é um aparelho altamente eficiente na queima calórica, além de que estimula muito a musculatura dos membros inferiores. Esse transport é aquele exercício que parece que está esquiando, com os dois braços de apoio que parecem com duas antenas. Então esse aparelho estranho tem muitos benefícios a trazer pra você que não pode correr. Além de ter os mesmo programas das bikes, como variação de carga simulando subidas, você pode ter uma variação de velocidade, ou até mesmo os dois juntos, tudo depende do programa selecionado e também do seu esforço durante a sessão, esse aparelho permite que os braços sejam estimulados durante o treino, o que torna sua sessão mais intensa ainda. Olha ai, duas opções muito simples que são altamente eficientes que vão te ajudar a treinar pesado sem se preocupar com as dores. Agora aproveita as dicas, vai lá pra sua academia e quebra tudo.

Blog do Fernando Guerreiro
Blog do Fernando Guerreiro
Blog do Fernando Guerreiro
Blog do Fernando Guerreiro
Blog do Fernando Guerreiro
Blog do Fernando Guerreiro
Blog do Fernando Guerreiro
Blog do Fernando Guerreiro
Blog do Fernando Guerreiro
Blog do Fernando Guerreiro
Blog do Fernando Guerreiro
Blog do Fernando Guerreiro
Blog do Fernando Guerreiro
Blog do Fernando Guerreiro
Blog do Fernando Guerreiro
Blog do Fernando Guerreiro
Blog do Fernando Guerreiro
Blog do Fernando Guerreiro
Topo